div
buscar
FILTROS:
PRODUTO
FORNECEDOR
ESTADO
CIDADE
   

Faça o que faça, não importa o que faça, faça com amor

“A humanidade é infeliz por ter feito do trabalho um sacrifício e do amor um pecado.” (HJS)
O autor destas palavras que nos levam a refletir sobre coisas tão importantes é o professor Henrique José de Souza (HJS), o fundador da Sociedade Brasileira de Eubiose (SBE). (Eubiótica, a arte de viver bem.) Dos diversos ensinamentos eubióticos, esse é sem dúvida um que nos convida a meditar a respeito: o significado e a importância do trabalho. Não devemos nos agredir nunca, trabalho não é castigo; ser obrigado a fazer uma coisa, só em caso de extrema necessidade. Por vezes, somos obrigados a fazer algo de que não gostamos e que nos agride; quando isso ocorre, somos invadidos por uma sensação de mal-estar e insegurança, pois aquilo que estamos fazendo não é do nosso domínio, tampouco do nosso conhecimento. Você gosta daquilo que faz? Qual o nível de satisfação e realização que sente? Qual é o conceito de sua mão-de-obra? Alguns trabalhadores saem à procura de emprego sem escolher a atividade. Para eles, o importante é estar empregado. Isso é um grande erro, pois poderão ser aproveitados em uma função cuja finalidade venha a agredi-los. Como conseqüência, uma pessoa assim terá um emprego muito curto, provavelmente será demitida, pois não trará o resultado esperado, comprometendo seriamente o sistema empresarial; há de se ressaltar que durante o período de sua permanência, ele será infeliz e estará todo o tempo inseguro. Se, apesar de tudo isso o progresso ocorreu, imagine existindo amor, onde chegaria? O porcentual só é alto para as pessoas que queiram “SER E APRENDER”. A oportunidade e o desafio da aprendizagem trazem a maturidade, a sensação de vitória e segurança. A segurança é uma das necessidades “BÁSICAS” do ser humano; senti-la é acreditar naquilo que se faz, é dominar o assunto. A SEGURANÇA ADVÉM DO CONHECIMENTO E DA PRÁTICA. Como sentir segurança na primeira vez em que você faz algo? Todo fato “NOVO” gera insegurança. Só o conhecimento gera segurança. É fundamental conhecer detalhadamente: 1. O QUE FAZ – A identificação de todas as tarefas e subtarefas. 2. COMO FAZ – Implica saber fazer e ensinar. 3. POR QUE FAZ – A finalidade, quem vai usar, por que motivo, como usar, quem fabrica, quem fornece matérias-primas, seus preços, qual responde melhor pela “QUALIDADE”, quais os caminhos internos percorridos e os que restam percorrer, conhecer as prioridades. Não basta parecer um profissional, é preciso SER um profissional. Proporcionar uma visão holística (quem é ele dentro da organização, e como ela é), se não a possui, devemos dar-lhes esses conhecimentos. Um bom treinamento é o único passo. Qualquer profissão precisa de “ESPECIALIZAÇÃO E CREDIBILIDADE”. Algumas delas são concentradas em um ramo de atividade, como a medicina; existem médicos cardiologistas, ginecologistas, pediatras, oftalmologistas etc. Nós sempre procuramos ir aonde sentimos maior confiança. O profissional que souber demonstrar bem seus conhecimentos gerará tanta confiança e credibilidade que não lhe faltarão clientes nem emprego. Aquele que demonstra conhecimento mostra “AMOR” pela profissão e transmite segurança. Amar uma profissão é procurar conhecê-la profundamente, manter-se atualizado; é procurar conhecer todos os setores e escalões; é conhecer os pontos fortes e fracos até mesmo da concorrência. EIS UM ESPECIALISTA. Voltando a nosso ponto de referência na citação do professor HJS, realmente o trabalho está como sacrifício na mente de muitas pessoas. Notamos isso corriqueiramente por frases como: “Eta segunda-feira brava” “Não vejo a hora de terminar o dia” “Só faço isso porque sou obrigado” “Puxa, amanhã já é segunda-feira de novo” “Não quero nem pensar em trabalho” etc... Quanto sofrimento, quanta energia perdida por algo que é inerente ao ser humano: o trabalho. Se o “PROFISSIONAL” fizer do trabalho um sacrifício, estará semelhante a uma laranja podre no meio de laranjas sadias. Pior ainda, se ele considera o “AMOR COMO PECADO”, como poderá amar o que faz? O trabalho não será, então, apenas um sacrifício, mas também um pecado. Ali não existe um “PROFISSIONAL” e sim um poço de culpa. Não pode, nem deve, se estabelecer aquele que não sabe, nem entende, daquilo que pretende fazer, será um sério candidato à falência. QUEM NÃO SABE FAZER NÃO SABE MANDAR O importante não é ter um emprego, mas sentir-se útil, valorizado naquilo que faz, é trazer produção, dar tudo de si, querer ser uma peça na engrenagem do desenvolvimento e do sucesso da empresa, uma mola propulsora, ter consciência de suas obrigações e deveres. O empregado que engana o patrão estará se enganando. Dar o melhor no trabalho e no viver é o mesmo que dar e receber amor. Como é bom ter o direito de fazer uma “introspecção” e ficar satisfeito consigo mesmo, o direito de deitar e dormir em paz com sua consciência. Todo mundo sabe que existe uma grande dificuldade em se conseguir excelentes funcionários, desde uma faxineira ao presidente de uma organização. O motivo da grande dificuldade é que os profissionais categorizados como “EXCELENTES” não estão disponíveis no mercado, com certeza quem os fez está se beneficiando deles. A empresa que quiser ter excelentes funcionários terá de investir neles, caso contrário ficará muito difícil. A saúde organizacional se faz pelo equilíbrio de cada um de seus participantes. Reveja as tarefas de que você não gosta de fazer, por mais insignificantes que elas possam ser, pois poderão estar comprometendo todo o resto. Nunca faça do trabalho uma “ROTINA”, SEJA ATUANTE, MEXA-SE. Só é “vencedor” aquele que gosta daquilo que faz. Toda pessoa vem ao mundo para cumprir uma missão, todos somos portadores de “dons” natos. Vemos ricos e famosos ficarem pobres e quebrados, assim como vemos pobres ficarem ricos e famosos. Conseguimos ainda ver gente estudada sofrendo para sobreviver e outras com pouco estudo e muita realização. Estou falando de empresários, artistas, empreendedores e líderes, de um modo geral, pessoas que batalham e acreditam em si próprios. Vejamos algumas dessas pessoas: Silvio Santos, Bill Gates, Ivo Pitangui , Guga, Ronaldinho, Pelé, Ayrton Senna etc... Todas as pessoas de sucesso souberam e sabem planejar, organizar, motivar, controlar e agir. Olhando ao redor das pessoas de sucesso, vemos aquelas que muito se dedicaram e muito estudaram. O lazer ficou postergado para segundo plano; nada poderia ser mais vibrante nem mais emocionante que a vitória (futuro). As vitórias são frutos do amor em fazer e do fazer com amor. A “auto-realização” é uma das cinco necessidades “básicas” do ser humano conforme Abraham Maslow. Ter sonhos, metas e objetivos é essencial para o viver. Cada um possui uma direção e uma vocação. Você não pode, nem deve, abandonar sua vocação; não tenha medo nem sinta falta de espaço, fique atento às oportunidades. O “crer” faz “bombas-humanas, o ataque às Torres Gêmeas etc.” Aquele que crê estará munido de força inabalável. Pessoas comuns não renunciariam ao viver momentâneo, “vivem o agora” sem pensar no amanhã. Os vencedores renunciam o hoje por acreditar no amanhã. Enquanto o fanático acredita e espera que as coisas aconteçam, o vencedor acredita e faz as coisas acontecerem. A felicidade reside justamente aí, no fazer acontecer. A diferença entre um vencedor e uma pessoa comum está nas direções seguidas. A pessoa comum anda, anda e não sai do mesmo lugar; o vencedor segue em linha quase reta atrás de seus objetivos. Acredite, a sorte será sempre pequena diante de uma determinação. Consegue mais um homem determinado do que aquele que joga com a sorte. Haverá somente um ganhador entre milhões de jogadores. Não vale a pena correr o risco. A determinação, ao contrário da sorte, é plenamente previsível; haverá sempre alguns pequenos erros, assim como pequenos e grandes acertos. O que não se pode é esperar muito da sorte!Depois de definidos seus objetivos e seu querer, você encontrou o caminho, persiga-o em linha reta. Se tiver obstáculos, pule, contorne, desvie, derrube, lute, brigue, discuta etc... Só não podemos perder a direção dos seus ideais! • O SUCESSO SÓ VEM ANTES DO TRABALHO NO DICIONÁRIO! • O TRABALHO É A FONTE DA MATÉRIA E FUNDAMENTAL PARA UMA VIDA MATERIAL – O DINHEIRO ($$$$$$$) AJUDA NA FELICIDADE!!!
Publicado em 15 de março de 2007 por Equipe ConstrucaoTotal
 
Publicidade
 
sp sp sp sp sp sp sp