div
buscar
FILTROS:
PRODUTO
FORNECEDOR
ESTADO
CIDADE
   

Medo do fracasso?

Estrondo de coisa que cai ou se parte; fragor; estrépito; baque; ruína; mau êxito; malogro; desastre. Essas foram somente algumas palavras que encontrei que podem definir a famosa palavra fracasso. Dez em cada 11 profissionais têm medo desta palavra, ou, ainda pior, de ser considerado um fracassado, um perdedor na vida. Assim, quando algo dá errado, vamos logo rotulando pessoas ou situações. Em vez de aprendermos com o erro, ficamos um bom tempo sofrendo, procurando culpados, como se o fracasso fosse o pior dos mundos e nada nos traria de bom. Vasto engano, meu caro leitor! Vejamos alguns exemplos de pessoas que no passado foram consideradas fracassadas, mas que ao final deram uma grande volta por cima. Você conhece as histórias abaixo? “Não sabe representar! Ligeiramente calvo! Dança um pouco!” – Conclusões de um diretor da MGM sobre Fred Astaire, um dos maiores dançarinos o cinema mundial. “É um compositor sem futuro”, comentava o professor de Beethoven. “Despedido por falta de idéias.” Essa foi a justificativa de um jornal para demitir Walt Disney. Disney foi demitido por falta de idéias. Dá para acreditar? “Ele é burro demais para aprender alguma coisa.” Este era o consenso entre os professores de Thomas Edison, inventor da lâmpada entre outras tantas coisas. “Mentalmente lento, insociável e eternamente mergulhado em sonhos imbecis.” Era o que dizia o relatório dos professores de Albert Einstein, que não falou antes dos 4 anos e não leu antes dos 7 anos de idade, ou seja, se até hoje você mal lê ou escreve, fique feliz! Você pode ser um gênio! Como vimos, até grandes personalidades tiveram seus dias de fracasso, então por que tanto medo em relação ao tema? O fracasso faz parte da vida de qualquer profissional e a diferença entre sucesso e fracasso está justamente na sua resiliência, que nada mais é do que a capacidade de enfrentar as adversidades sem se deixar abater. Quanto mais resiliente sou, maiores minhas chances de aprender logo com os fracassos e utilizar esse aprendizado a meu favor. Na próxima vez que algo der errado e você sentir vontade de virar avestruz para poder colocar a cabeça dentro do buraco, lembre-se de que a vida na verdade está lhe ensinando alguma lição, de uma maneira que, às vezes, pode até ser dolorida, injusta ou inadequada a seu ponto de vista, mas foi a forma que ela encontrou para lhe dizer algo. Cabe a você tentar decifrar a mensagem, aceitar o que já passou e encontrar a solução do problema e não criar mais problemas dentro do problema, o que vai gerar mais problemas e aí... Hajam problemas! Portanto, chega de problemas, pois já repeti essa palavra por seis vezes só neste parágrafo. Não tema o fracasso! Pois as palavras bom resultado, êxito e resultado feliz são sinônimos de sucesso, que você merece e o que todo profissional almeja. *Paulo Araújo é palestrante e escritor. www.pauloaraujo.com.br
Publicado em 22 de setembro de 2006 por Equipe ConstrucaoTotal
 
Publicidade
 
sp sp sp sp sp sp sp